Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Capivara


Produção e Mercado

Atualmente com a grande preocupação ecológica, um dos pontos fundamentais para o sucesso da exploração agropecuária é conciliar o sistema de produção com a preservação dos recursos naturais existentes.

Nesse sentido, a criação de animais silvestres a cada dia vem destacando-se por poder conciliar o sistema produtivo com a preservação dos recursos naturais, e ao mesmo tempo gerar renda e lucratividade muitas vezes maiores que as criações convencionais.

A capivara é um animal herbívoro, originário da América Latina, ainda pouco explorado no Brasil. Na Venezuela, onde as criações estão mais desenvolvidas, a carne da capivara é uma importante fonte de proteína para a alimentação humana.


O fato de ser um animal silvestre  equivale dizer que é animal rústico e resistente a doenças. Isso toma a criação de capivara uma excelente alternativa agropecuária.

O ganho de peso no sistema semi-extensivo é rápido. Engorda de 80 a 120 gramas por dia ingerindo apenas capim e sal mineral. O manejo é simples e demanda pouca mão-de-obra.

Além disso, a capivara possui natureza dócil, podendo ser criada consorciada com outros animais. Isso favorece o produtor que tem pastagens formadas

Em termos de lucratividade, a capivara possui carne bastante valorizada. Os resultados econômicos são superiores aos alcançados com o gado de corte.

A rentabilidade com a criação de capivara é de 6 a 7 vezes superior a alcançada com suínos.

Em cativeiro, o desmame pode ser realizado entre 30 a 60 dias. A próxima cobertura, pelos machos, ocorre aproximadamente 28 dias após a parição.

A capivara apresenta uma grande vantagem para a produção zootécnica, principalmente devido a rusticidade, elevada eficiência reprodutiva onde as fêmeas geram, aproximadamente, 6 filhotes a serem abatidos por ano, totalizando a produção média de 120 kg de carcaça/matriz/ano.

A alimentação em sua maioria de forrageiras, pode ser complementada com ração concentrada, consomem praticamente todas as gramíneas encontradas nas pastagens nacionais, com o consumo médio de 1.150g de matéria seca por dia, conversão alimentar de 06 à 11:1 e ganho de peso superior a 110g por dia, com o aproveitamento de carcaça em cerca de 53%.

Devido a sua rusticidade, as taxas de mortalidade anual dos filhotes e dos adultos são pequenas sendo aproximadamente de 6% para filhote e 2 a 3 % para adultos.

Todas essas vantagens fazem da criação de capivara uma excelente opção econômica para o produtor rural.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados