Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Paca


Veterinária

Características

É um dos maiores roedores do Brasil, só perdendo, em tamanho, para a capivara. O corpo é longo e robusto com listras longitudinais brancas, interrompidas ou não sob um fundo pardoamarronzado. Os pêlos são baixos e um tanto rígidos. As pernas são curtas e os pés possuem cinco dedos, providos de unhas muito fortes, que mais se assemelham a cascos do que unhas propriamente ditas. A cabeça é grande, com a região das bochechas bem desenvolvida. Orelhas pequenas. Cauda vestigial, em forma de um pequeno tubérculo.

Pode ser facilmente reconhecida por seus pêlos curtos e eriçados, em tonalidades variáveis, que vão do castanho-pardo ao castanho-avermelhado, tendo quatro faixas longitudinais. As faces lateral e inferior do focinho e do ventre são brancas. A constituição de seu pelame a faz passar desapercebida em meio à vegetação. Seu traço típico está na cabeça, com orelhas pequenas e as laterais do focinho inchadas, devido à presença de uma "caixa de ressonância", que lhe permite emitir sons. Suas patas são fortes e possuem unhas afiadas - as anteriores com quatro dedos e as posteriores, cinco.

O comprimentos da paca varia de 32 a 60cm, da cabeça à base da cauda, que é pequena (1 a 7 cm). Pesa até 10Kg. A paca é encontrada nas Américas Central e do Sul, desde o México até o Paraguai.

Classificação Zoológica


A paca é o segundo roedor brasileiro em tamanho, perdendo apenas para a capivara. Sua classificação zoológica é a seguinte:
  • classe: Mammalia;
  • ordem: Rodentia;
  • família: Dasyproctidae;
  • gênero e espécie: Agouti paca;

Comportamento

São animais de vida solitária, tímidos, que procuram locais afastados das habitações humanas. Vivem em áreas cobertas com vegetação alta, como matas, capoeirões, sempre às margens de mananciais hídricos. Moram em tocas que elas mesmas cavam, com várias ramificações e saídas para a superfície, ou em outras concavidades naturais. São animais de hábitos noturnos, com audição e olfato bem desenvolvidas, mas possuem pouca visão.

Alimentam-se de vegetais diversos, mas parecem ter preferência por frutos. Nos lugares onde vivem, é possível encontrar trilhas bem demarcadas por onde passam sempre. Quando perseguidas por cães, procuram refúgio dentro d'água, onde mergulham rapidamente. São mamíferos muito perseguidos pelos caçadores.

A Paca em Condições Naturais

As pacas adaptam-se a ambientes muito variados, mas preferem as zonas cobertas com vegetação alta, vizinhas a rios ou riachos. São boas nadadoras e gostam - é na água que se refugiam quando estão em perigo. Abrigam-se em tocas por elas mesmas construídas, onde passam o dia todo, saindo apenas à noite para comer. As tocas possuem várias ramificações e saídas para a superfície. Geralmente, elas se situam em meio a rochas ou raízes, nas quais deixam traços visíveis de demarcação territorial. As pacas são, por temperamento, solitária e tímidas.
Às vezes são encontradas aos pares, principalmente no período de acasalamento ou quando acompanhadas da cria.
Com idade máxima média de dezesseis anos e período de gestação de aproximadamente 115 dias, a paca dá à luz uma crua por vez, podendo ocorrer até duas gestações por ano. São fitófagas, tendo uma dieta constituída de raízes, folhas, frutos, cana-de-açúcar e mandioca.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados