Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Peru


Raças

Características

Entre elas, destacamos as mais bem adaptadas e rendosas, que são a Broad-Breasted-Bronze, o holandês branco e a mamouth bronzeada. A primeira produz mais carne enquanto a segunda possui carne mais tenra e delicada. Existem ainda, o bronzeado-de-peito-largo e os perus das raças pequenas como a Beltsville branca, quase do tamanho de uma galinha para atingir a faixa dos consumidores que desejam animais menores, de acordo com o seu poder aquisitivo.

Peru Mamouth Bronzeado

É norte americano, resultado do cruzamento do Peru selvagem com o Preto de Norfolk, seguido de intensivo trabalho de seleção que o tornaram a raça de maior reputação pela precocidade, peso para qualquer idade, vigor e excelente carcaça. O último estágio de melhoramento foi conseguido com a criação da variedade "Broad Breast", hoje preferida, pelo seu peito muito largo e musculado, membros curtos e coxas muito cheias.

Apresenta apenas dois defeitos. Um deles é a cor, pois suas penas podem deixar canudos escuros na carcaça, depreciando-a. Isto foi contornado, com a criação da variedade de Mamouth Branca, de Peito Largo. O outro é o peso excessivo dos machos como reprodutores que concorre para diminuir sua fertilidade. Para obviar este inconveniente os produtores de perus para abate, fazem cruzamento com outras raças mais leves, usando peruas Mamute e machos Bronzeado, Burbom, Holandês, etc.

Descrição

Peso: 16 Kg no adulto, 15kg com 1kg ano, 11kg no jovem, 9kg na perua e 7kg no jovem de 24 semanas.

Cabeça de tamanho médio, profunda e larga, carunculada (com um processo tubular retrátil branco azulado, mudando em vermelho, chamado monco ou crista, na base do bico).

Bico vigoroso, curvo, longo, de cor córnea na base e mais clara na ponta. Olhos ovais proeminentes, castanhos. Barbeia muito carunculada branco-azulada, mudando para vermelho.

Pescoço moderadamente longo, ereto, graciosamente curvo para trás, confundindo-se com o dorso, de cor brônzeo cúprea brilhante. Escova preta, comprida, cerdosa, proeminente nos machos adultos e dispensável nas fêmeas.

Asas grandes, poderosas, mantidas bem altas, com penas largas e sobrepostas, com frente e arcos brônzeo cúpreos, brilhantes, terminando em estreita faixa preta, com as coberteiras brônzeo cúpreo vivo, for-mando uma faixa bronzeada larga e formosa, quando a asa está fechada.

As penas terminam em faixa negra, formando uma cinta lustrosa que as separa das secundárias. As primárias são cruzadas por barras brancas e negras, paralelas, alternadas. As cobertas primárias possuem barras semelhantes. As secundárias são de cor negro-mate, cruzadas por barras paralelas negras e brancas, tomando as barras um tom bronzeado rico, nas secundárias de cima, mais curtas, onde é menos visível a barra branca, não devendo apresentar bordo pardo.

Dorso longo, inclinando-se do pescoço à cauda numa curva convexa, a brônzeo cúpreo desde o pescoço até a metade do corpo, terminando cada pena por uma faixa estreita que se estende até a ponta. Preta da metade do dorso até as cobertas da cauda, tendo cada pena uma barra bronzeada brilhante, estendendo-se até a extremidade.

Cauda um pouco grande, de penas largas, mantidas baixas em curva harmoniosa em continuação ao dorso. Cobertas largas e abundantes, a estendendo-se bem dentro da cauda. Retrizes e cobertas de cor negro-mate, cada pena marcada por linhas paralelas, assim como uma baixa brônzeo cúprea larga, que se estende através da pena, terminando numa grande bordadura de branco puro. As cores devem ser bem definidas.

Peito largo, profundo, cheio, empinado para a frente, arredondado, com quilha longa, pouco convexa, cheia de carne em toda a extensão, brônzeo cúpreo brilhante na parte exposta, preto por dentro. As penas da parte inferior desta região terminam por uma faixa negra estreita, que se estende até a ponta.

Corpo compacto, largo e profundo, com penugem moderadamente curta, negro, cada pluma com uma faixa bronzeada, que atravessa a ponta, terminando com estreito bordo branco puro. Penugem negro-baço.

Coxas bem separadas, direitas, bem cobertas de carne até a articulação (tíbio-társica), revestida de penas negro-mate com bordos branco-acinzentados. Tarsos (canelas) fortes, mais ou menos curtos, negro mate nos jovens, virando para o vermelho-estumacado na maturidade. Dedos direitos, fortes, bem separados, da cor do tarso. Os machos têm a escova e o monco mais desenvolvidos e mais brilho vermelho irisado na plumagem. A plumagem da fêmea é semelhante à descrita, salvo a presença de urna branca nas penas do pescoço, dorso, arco das asas, coberta das asas, peito e corpo, orla essa que deve ser estreita na frente e alargar-se aos poucos para a parte terminal.

Defeitos - Penas brancas em qualquer parte da plumagem, asas com uma ou mais primárias de cor preta, clara ou cinza. Ausência de lista branca ou cinza numa extensão superior à metade das primárias. Cor do dorso, cauda e cobertas da cauda negro-claro, creme ou cinza. Barras brancas, cinzas, visíveis nas timoneiras, além das timoneiras outras cores, salvo numa lista grande final. Cauda torcida. Quilha e membros francamente tortos. Peso de 3 Kg abaixo do estabelecido.

Aptidões e outras qualidades

É a maior raça de peru, a mais conhecida e disseminada. Robusta sabe cavar a vida a campo. As peruas são boas poedeiras e excelentes mães. Os filhotes são fortes e crescem depressa, atingindo a maturidade aos 2 anos. São mais rústicos que os das outras raças, necessitando porém bastante espaço para pastarem. Não obstante, com muito cuidado e técnica cria-se em reclusão completa. As diferenças do Broad-Breast branco são exclusivamente devidas à cor. Talvez sejam um pouco menos rústicos, mas compensa criá-los porque são preferidos pelos abatedouros.

Outras raças de perus

Além do Mamouth Bronzeado, conhecido ainda por "Broad-breasted" existem ainda outras raças que foram introduzidas no Brasil com maior ou menor aceitação, particularmente as raças Brancas: Mamouth (Broad Breast), White Holland (média), Beltsville Small (pequena). Estas raças são mais apreciadas pelos abatedouros e supermercados porque não deixam canudos escuros na pele da carcaça. As principais diferenças com as raças descritas se referem à cor da plumagem e tamanho das aves. A conformação é a mesma.

Os a pesos médios devem ser os seguintes, expressos em quilos:

I - Reprodutor jovem;
II- Peru com 24 semanas;
III - Reprodutora jovem;
IV - Perua com 24 semanas

  • Mamouth Bronzeado: 14,5 - 11,0 - 8,2 - 6,8
  • Bronzeado: 11,5 - 9,0 - 7,2 - 6,0
  • White Holland: 11,5 - 8,5 - 6,8 - 5,5
  • Preto, Ardozia, Borbão vermelho e Narragansett: 10,5 - 8,0 - 6,4 - 5,0
  • Beltsville, small: 9,5 - 7,2 - 5,2 - 5,0

Descrição

Entre um e outro rebanho de uma raça podem-se notar pequenas diferenças de conformação, porém em todas as que citamos o criador procura obter uniformidade de conformação, cor da plumagem, corpo largo e profundo, quilha longa, paralela ao dorso e canelas curtas. O peito deve ser bastante largo e bem musculado e os membros bem aprumados, permitindo um andamento fácil. As raças menores que a Mamouth são mais férteis, mas em compensação apresentam postura mais baixa.

Peru Borbão Vermelho ou Canela

Peso: adulto 13,5 Kg no macho e 13,5 Kg na fêmea; perus novos 9 Kg peruas, 5,5 Kg.

Plumagem: pescoço, parte anterior das asas, dorso, peito, ventre e coxas de cor de canela escuras. As penas remiges e caudais são brancas. As peruas têm a mesma cor, exceto que as penas do peito, ventre e coxas terminam numa estreita faixa branca (barra).

O bico é cor de chifre e as pernas e dedos têm uma coloração rósea. É defeito grave o branco ocupar mais de 1/4 das penas grandes das asas ou cauda.

Peru Holandês Branco ou White Holland

Peso: adulto 12,5 Kg; peru de ano 10,5 Kg, peru novo 9 Kg e perua, 8 Kg quando adulta e 6 Kg quando nova.

Plumagem inteiramente branca, exceto a escova, no peito que é preta. Qualquer pena de outra cor desqualifica.

Atenção: Em todas as raças são defeitos graves falta de peso, quilha, cauda, dorso, pernas e dedos tortos. Coloração das pernas diferente daquela estabelecida para a raça.

Aptidões e outras qualidades

Como o peso vivo mais econômico para o mercado é atingido aos 6 - 7 meses, quando os machos atingem 7-8 Kg e as fêmeas 6 Kg, dando um rendimento de 75%, a proporção de perus grandes, tipo "banquete" nos Supermercados é relativamente pequena.

Os cruzamentos de peruas de raça mais pesada, (de maior postura), com machos de tamanho médio são comuns nas explorações comerciais, visando obter maior a número de pintos, de desenvolvimento praticamente tão bom como os de raça Mamouth pura. Embora os perus sejam sujeitos a mais doenças que a galinha (vg. enterohepatite) ou ser mais sensível a algumas (bouba), eles podem ser criados com a mesma facilidade se as técnicas recomendadas forem obedecidas.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados