Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Ovino


Melhoramento genético

Seleção

É um processo importante para aumentar os índices de produção do rebanho. A prática de seleção está orientada a dois objetivos:

- aumentar índices de produção do rebanho durante a sua vida útil;

Assim, a seleção compreende por um lado, um processo de melhoramento genético do rebanho e por outro, um processo de eliminação. A ênfase da seleção deve ser colocada nos animais jovens que serão incorporados, aos rebanhos de produção e, por outro lado, deve-se revisar anualmente os rebanhos de cria para eliminar aqueles animais que apresentam problemas que afetam sua produção. A prática corrente é a de selecionar os borregos pela sua performance (lã, peso corporal, etc) e após, anualmente, só descartar aqueles que apresentam defeitos marcados na sua produção.

Portanto, a meta dos produtores deve ser selecionar aqueles animais mais eficientes e que, gradualmente, desapareçam os menos produtivos. Para o rebanho em geral, devem ser considerados os seguintes fatores:

Melhoramento genético

O produtor que desejar produzir cordeiros melhores que as ovelhas, deve introduzir carneiros que sejam geneticamente superiores que os de seu rebanho.

Recomenda-se a compra de carneiros em cabanhas que selecionam seus animais com base em dados de produção. Igualmente, as borregas que se incorporam ao rebanho devem ser selecionadas considerando suas principais características produtivas, como por exemplo, o peso do velo sujo nas raças produtoras de lã e o peso corporal nas raças produtoras de carne.

Observação: para um bom controle zootécnico não se pode deixar de registrar todos os dados dos animais, desde o nascimento até a conclusão final do destino dele para a criação.

Descarte

Visa diminuir ou separar os animais que apresentam problemas ou caracteres que afetam ou influem negativamente na sua produção. Deve ser feito anualmente para evitar criar e alimentar por muito tempo animais pouco eficientes. O descarte pode ser feito, segundo a raça, na ocasião da tosquia, do desmame ou antes do acasalamento. Os principais motivos do descarte são:

- defeitos corporais como prognatismo, defeitos testiculares, do úbere ou das patas;
- defeitos de lã como presença de fibras medulares ou pigmentadas, veios fora da finura, acapachados ou de cor amarela;
- idade, através do desgaste dentário ou estado corporal.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados