Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Ganso


Raças

As consideradas mais econômicas são a Toulouse, Embdem e o ganso chinês. Como ornamentais destaca-se o ganso do Egito; o gravata ou do Canadá e o frisado. No Brasil, os mais espalhados são os comuns, da mesma cor do Toulouse, porem menores, mais finos e mais elegantes.

Toulouse

É a maior e a mais pesada raça de gansos, atingindo os machos 12 a 14kg e as fêmeas 9 a 10. Sua plumagem é cinza-claro misturada com cinza-escuro. Com boa alimentação, os gansinhos, com 10 semanas, atingem 4kg; com 3 a 6 meses vão a 5 ou 6, chegando os cevados a 15kg. É a mais criada na França, de onde originou.

Há séculos que se conhecem estes gansos, originários de Tolosa (França), célebre pela produção da pasta de fígado ("Paté de foie gras"). São criados com interesse não só no Sul da França, como em muitos países da Europa e da América. É a raça mais conhecida e recomendável para este país.

Descrição

Peso 12 Kg no macho adulto, 9kg na fêmea adulta e no jovem e 7kg na fêmea jovem.
Plumagem espessa, cheia e macia, cinzenta, conforme a descrição de cada região e correspondendo a do tipo selvagem.
Cabeça grande, curta e larga, de abóbada alta e cinzenta. O bico é curto, forte, alto na base, achatado na ponta, amarelo ou alaranjado-pálido, sem manchas pretas no adulto. Olhos grandes, não muito proeminentes, pardo-escuro ou cor de avelã.
Pescoço médio, ligeiramente arqueado, bem vigoroso, azul-cinza-escuro, clareando a medida que se aproxima do dorso. Nos adultos prefere-se que tenha papada na garganta.
Asas grandes e vigorosas, suavemente coladas ao costado, primárias cinzento escuro, secundárias ainda mais escuras, porém com uma bordadura mais estreita de cinza-claro. Cobertas cinza-escuro com uma bordadura muito fina de cinza mais claro.
Peito saliente, cheio, largo, baixo e redondo, com quilha comprida, bem colocada, cinza-claro.
Costas médias, largas e ligeiramente arqueadas, parte inferior cinza claro, clareando mais no ventre, estendendo-se o branco ao redor da cauda. Costado cinza-claro, passando a cinza-azul-escuro sobre as coxas, com contornos cinza mais claro. O branco se estende às partes inferiores mais baixas. A cauda é curta, aberta, levantada ligeiramente acima da horizontal, de penas duras e tesas, cinzas e branco, com extremidades brancas.
Corpo compacto e profundo, relativamente curto, muito volumoso, retangular, nos animais gordos, apresentando papada dupla que quase toca o solo.
Coxas e canelas curtas e vigorosas. Dedos direitos, ligados pela membrana interdigital, de cor vermelho-alaranjada forte.

Defeitos graves são penas brancas nas primárias ou secundárias, branco em redor do bico nos exemplares novos, a ausência de papada nos adultos e indício de protuberância no bico.

Aptidões e outras qualidades

A finalidade principal da criação dos gansos de Toulouse, embora também utilizados para guarda e ornamentação, é a matança para a produção de carne e aproveitamento do fígado gordo para a pasta. As penas, que são muito abundantes, constituem um subproduto de valor não desprezível.

Submetidos a uma boa alimentação, podem alcançar 4 Kg em 10 semanas e 5 a 6 Kg em 05 a 06 meses, sendo, portanto, muito precoces. Os adultos podem ser cevados e neste caso alcançaram 15 Kg. Essa ceva se faz com facilidade. Então o peso do fígado atinge 2 Kg e a banha 3kg. A carne não é muito fina, não obstante é das melhores da espécie.

É difícil a distinção dos sexos, embora o macho seja maior e mais elegante. As gansas botam um ovo cada dois dias, na primavera, as jovens de 15 a 25 e as mais velhas até 60 ovos. Dispensam água para nadar, embora se acredite ser útil para a reprodução. Chocam tardiamente e a incubação é pouco segura, durando 28-30 dias. A criação dos gansinhos é relativamente fácil.

Tanto na América do Norte, como no Brasil é a raça mais comum, não só por ser a mais adaptada ao regime das fazendas, como apresentar mais aptidão para a ceva. Pasta muito, vivendo em grande parte do consumo das ervas, mas sua permanência prolongada em pastos altos e úmidos lhes é prejudicial.

Embden

Também conhecida por Bremen, é de origem alemã, sendo inteiramente branca, com olhos azuis e suas penas são as preferidas para industrialização. Possuem pescoço comprido e sempre em pé. Os machos chegam a 9 ou 10 e as fêmeas 8 a 9kg. As gansas põem 20 ovos por ano.

Chinês

Também conhecido por ganso da China, é muito bonito e elegante, existindo as variedades brancas, na qual as aves são inteiramente brancas com bico, pernas e pés alaranjados e a parda. Os machos pesam 5 e as fêmeas 4kg.

Africano

É uma linda ave resultante do cruzamento do Toulouse com o chinês. Cinza-claro, tem um pescoço muito comprido, cinza-claro com uma risca quase preta que vai por trás, desde a cabeça até as espáduas.

Seu bico é preto (espécie de chifre grosso e sem ponta), da mesma cor, na raiz, na sua parte de cima. Pernas e dedos são laranja-escuro. O peso dos machos é de 9 e o das fêmeas 8,850. As fêmeas botam 20 a 40 ovos por ano.

Ganso frisado, do Danúbio ou de Sebastopol

É muito apreciado como ave de luxo, por ter toda a plumagem frisada.

Ganso de gravata ou do Canadá

É todo branco com o pescoço e a cabeça pretos. Possui uma faixa branca no pescoço, parecendo uma gravata. Ave de ornamentação ou luxo.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados