Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Cão


Boxer


Origem: Alemanha. Os cães da raça alemã Brabenter Bullenbeisser são reconhecidos como ancestrais diretos do Boxer. Mas criadores e pesquisadores afirmam que o Schnauzer Gigante e o Bull Terrier também contribuíram para a formação atual do Boxer. O padrão oficial da raça só foi criado em 1902.

Porte: Grande

Características: Criado atualmente como cão de companhia, o Boxer, se adestrado corretamente, pode também tornar-se um excelente cão de guarda, policial ou até mesmo um cão-guia para cegos. Paciente com crianças e ágil em seus movimentos, o Boxer gosta de viver solto em grandes áreas. Quando criado dentro de um apartamento, só ficará calmo, alegre e saudável se for passear todos os dias. E o melhor é que ele não tem cheiro. Com um olhar carismático e tranqüilo, está sempre disposto para a próxima brincadeira com as pessoas que estão ao seu redor. É muito carinhoso e dócil com os amigos. O Boxer também não late fora de hora. Quando o faz, é um sinal importante. Para que o Boxer desenvolva essas características, no entanto, é necessário dar-lhe muita atenção e carinho nos primeiros meses de vida, como, por exemplo, escová-lo e colocá-lo no colo de 10 a 30 minutos por dia. Essa "socialização" permite que o cão fique mais corajoso no futuro, com um temperamento sereno e fiel ao dono. À medida que o Boxer envelhece, a atenção do dono deve ser direcionada para uma possível presença de tumores em qualquer parte do corpo do animal. Nas fêmeas, ele geralmente aparece na vagina. Se os nódulos forem localizados, deve-se retirá-los por meio de cirurgia. Mas isso não é comum. Ele é um cão sadio e não dá trabalho.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados