Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Caprino


Caprinocultura de corte

Com um manejo simples, facilidade de adaptação à diferentes climas e pouco exigente quanto a alimentação a cabra ganha importância ano após ano.
O Brasil possui um rebanho caprino de aproximadamente 8,4 milhões de cabeças sendo que 93% desses animais concentram-se no Nordeste, 2,4% no Sudeste e o restante distribuído nas regiões Centro-Oeste, Sul e Norte.
A caprinocultura de corte apresenta basicamente dois sistemas de criação: extensivo e intensivo.
O sistema extensivo é mais comum no Nordeste, este é um sistema onde os animais são criados a pasto. De maneira diferente o sistema intensivo apresenta os animais sendo criados em regime confinado ou semi-confinado, recebendo uma alimentação no cocho que consiste em concentrado, sal, algum volumoso e muitas vezes uma pequena área de pastagem.
Diversas são as raças caprinas porém com uma aptidão maior para produção de carne destaca-se a raça BOER, são animais originários da África do Sul que atingem pesos bastante altos, sendo utilizados no Brasil, com sucesso, como melhoradores de plantel ou para criação de raça pura.
Tradicionalmente a região Sudeste não consome grandes quantidades de carne caprina. Nesta região destaca-se a caprinocultura leiteira. Os cabritos produzidos pelas cabras leiteiras são abatidos sendo esta praticamentre a única produção de carne caprina. Recentemente o BOER tem empolgado algumas pessoas e isto está causando um aumento do números de criadores o que não faz da caprinocultura de corte uma atividade com futuro garantido, pelo menos por enquanto.
Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados