Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Caprino


CAE - Toxemia da Prenhez - Micoplasmose

CAE – Artrite Encefalite Caprina

Doença sem cura causada por um retrovírus: CAEV.

Em animais adultos apresenta-se na forma de artrite. O aspecto da articulação afetada é semelhante ao da micoplasmose, porém não apresenta conteúdo líquido. A artrite afeta primeiro os joelhos, evolui para os jarretes e, em fase mais avançada, acomete a articulação coxo-femoral.

Em cabritos, por volta dos 4 meses, leva a um quadro de síndrome nervosa (encefalite).

O processo implica em emagrecimento progressivo sem perda do apetite.

Formas de contágio: sangue (fômites: agulhas, tatuadores...) e colostro ou leite.

A CAE pode ser diagnosticada por meio de métodos sorológicos.

Apesar de não ter tratamento, o CAEV é passível de ser eliminado do rebanho, desde que sejam seguidas normas de higiene e cuidados, tais como:

  • Não permitir o contato de animais sadios com animais infectados;
  • Fêmeas no período pré-parto: esparadrapar os tetos para impedir que o cabrito mame colostro ou leite contaminado; deve ser fornecido ao recém-nascido o colostro de vaca ou o de cabra pasteurizado numa mamadeira durante as primeiras 24 horas de vida;
  • Separar os cabritos das mães, permitindo apenas que ela lamba e seque os cabritos, sem deixa-los toca-la os tetos; os cabritos devem mamar leite de vaca ou de cabra (desde que pasteurizado);
  • Retirar a placenta da baia logo após o parto e lavar a baia com água;
  • Fazer a ordenha das cabras negativas primeiro e por último as positivas;
  • Não usar a mesma agulha para vários animais; agulhas, seringas e outros objetos (números do tatuador, por exemplo) devem ser fervidos antes da reutilização em outro animal.

Toxemia da prenhez (acetonemia)

Geralmente, ocorre no terço final da gestação, principalmente em animais com mais de um feto, obesos ou muito magros, pois há maior necessidade de energia.

No terço final da gestação, a cabra precisa de mais energia, porém não consegue alimentar-se devido ao tamanho do feto, que comprime e reduz o tamanho do rúmen; então passa a utilizar reservas corporais de energia (degrada gordura e proteínas) o que leva à formação de corpos cetônicos (tóxicos para o animal).

Os sintomas da intoxicação são: distúrbios visuais e auditivos, ranger de dentes, tremores musculares, edema (inchaço) dos boletos, prostração e decúbito; se não diagnosticada a tempo pode levar à morte.

A toxemia pode ser evitada com a adoção de uma dieta adequada (rica em energia) no terço final da gestação.

Micoplasmose

A micoplasmose é uma doença causada por bactérias do gênero Mycoplasma.

É uma doença altamente contagiosa, transmitida por contato direto.

Animais acometidos pela micoplasmose apresentam artrite (com conteúdo líquido), pleuropneumonia, mastite e lesões oculares.

O diagnóstico da enfermidade pode ser feito por sorologia.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados