Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Caprino


Melhoramento genético

É utilizando-se do processo de reprodução natural entre as espécies e, inclusive vital para sua perpetuação, que o homem não só conserva, mas também procura melhorar os diferentes atributos étnicos-morfológicos, fisiológicos e as aptidões - nos animais domésticos.

Assim é que se sabe serem os diferentes caracteres dos seres vivos - cor, pelagem, presença ou ausência de chifres, produção de leite e carne e muitos outros determinados pêlos genes, localizados em unidades hereditárias chamadas de cromossomos. Essas partículas existem nos organismos animais na condição diplóide (dois) e que os diferentes caracteres são dependentes de um ou mais pares de par (dois).

Certos caracteres dependem, apenas, de um par de genes (ex: pelagem, ausência ou presença de chifres, testículo normal ou criptorquidismo, etc). Entretanto, a maioria dos caracteres econômicos e alguns outros tem a sua presença dependendo de vários pares desses genes localizados em diversos pares de cromossomos e, na prática, são denominados de caracteres, plurifatoriais, isto é, vários pares de genes interferindo no aparecimento de um determinado caráter. A produção de leite e carne são exemplos de caracteres dependentes de fatores múltiplos.

Por ocasião da reprodução, os espermatozóides e os óvulos contêm apenas a metade da condição normal de um par de genes, ou seja, a condição haplóide (simples) e cuja recombinação para a condição normal (diplóide) se dá por ocasião da fecundação, quando se verifica a formação do zigoto ou ovo.

Na formação do zigoto, inúmeras recombinações podem se processar, originando indivíduos com características distintas, alguns acompanhando a média da população, outros para pior e um certo número de indivíduos com características superiores.

E o aproveitamento, pelo homem, desses últimos indivíduos na reprodução, que dá origem a novos e constantes progressos e levam ao melhoramento dos animais.

É evidente que o aparecimento de características excelentes nos indivíduos, que na prática se conhece como decorrentes da variação ou variabilidade, só se dá quando os genes determinantes existem nas populações - denominada de presença endogenética e que são apenas aumentados na sua freqüência com sensível diminuição dos genes indesejáveis. E necessário à existência de meio compatível para que haja manifestação das boas características. Daí, a forma clássica Fenótipo = Genótipo + Meio.

Vários são os métodos ou processos de melhoramento complementares à reprodução. Eles são denominados de seleção, cruzamento, mestiçamento e consangüinidade.

Seleção

É um processo de reprodução que tem como finalidade escolher os melhores indivíduos de uma determinada raça e acasalá-los entre si. E um método que busca aumentar a freqüência dos genes desejáveis, e como decorrência, a eliminação dos indesejáveis.

O ponto chave, está na escolha de bons reprodutores, com o objetivo de ampliar a sua participação em todo rebanho.

Dependendo do grau de evolução do produtor, alguns dão ênfase especial aos caracteres étnicos morfológicos, na certeza de que a partir dessas características se pode chegar aos caracteres econômicos, numa segunda etapa.

Outros pecuaristas estabelecem as suas prioridades sobre os caracteres de ordem econômica, relegando, ao segundo plano as características morfológicas. Essa seleção é denominada de zootécnica e deve merecer prioridade dentre os criadores de cabras leiteiras.

A seleção pode ser também fenotípica, onde a escolha dos reprodutores se faz, exclusivamente, a partir dos caracteres exteriores. Uma outra modalidade de seleção é denominada de genealógica, pela qual a escolha dos reprodutores se processa a partir dos dados de antepassados e constantes do "pedigrees".

Por fim, existe a seleção genotípica em que os indivíduos são avaliados a partir da análise da sua descendência Assim se procura, nessa modalidade de seleção a prepotência hereditária dos machos e das fêmeas, a partir da comparação dos dados de produção dos filhos, de um certo reprodutor ou reprodutora, comparados com aqueles dos pais. Quando essa diferença é para melhor, diz- se que o animal e melhorador ou provado e, assim, a ampliação do seu uso, no rebanho, implica em progresso para os caracteres que estão sendo selecionados. O método prático, para se estabelecer às necessárias comparações pais-filhos, é denominado de Teste de Progênie.

O que se persegue neste teste é detectar os indivíduos de germoplasma (carga genética) superior. Para uma seqüência lógica, surge como prioridade um., a necessidade de escolha de bons bodes, a partir do estudo de sua genealogia e cujos ascendentes devem evidenciar as características desejadas.

Ao buscar indivíduos de boa origem leiteira, observar as linhagens ou famílias que evidenciam, se possível por várias gerações, indivíduos com recordes de produção acima das médias da raça.

Um segundo passo, é a definição quanto ao número de filhos de cada bode, necessários as comparações com as respectivas mães.

Concomitantemente, há necessidade de se definir quais as características a se selecionar.

São considerados caracteres a serem avaliados:

A produção de leite;
A persistência na lactação;
A facilidade de ordenha;
As percentagens de proteína e gordura no leite;
Tipo morfológico;
Saúde;

Cruzamento

De acordo com a sua finalidade, pode ser classificado de continuo ou absorvente, alternativo e industrial.
- O objeto do cruzamento contínuo é a substituição de um grupo de indivíduos com características desuniformes, e até mesmo de animais etnicamente definidos, por uma raça considerada, pelo criador, como melhorante. O cruzamento absorvente é um processo barato e lento de substituição de genes. Significa que se busca também, aumentar, a cada geração, a freqüência de genes bons 'a expensas dos ruins.

Utilizam-se reprodutores puros ou I.A., e, ao longo do tempo, substitui-se o rebanho pela raça escolhida. Conforme a geração obtida, os produtos serão denominados de sangue, 3/4, 7/8, 15/16 a 31/32. Ao atingirem 31/32 de grau de sangue, são considerados puros para cruza (PC).
- O cruzamento industrial é efetuado por criadores que produzem e vende animais 1/2 sangue.

Os produtos oriundos do cruzamento industrial são normalmente mais precoces, mais produtivos em muitos casos e exibem excelente vigor.
- O cruzamento alternativo é efetuado quando se pretende cruzar características de duas raças ou espécies. Nesse tipo de cruzamento, há alternativa no uso de reprodutores de duas raças, visando conciliar as suas características.

Consangüinidade

É um processo de reprodução que se cruzam indivíduos parentes, ou seja, pertencentes à mesma família Significa que o parentesco considerado é maior do que o existente entre os reprodutores e a media da raça. A consangüinidade está permitindo que formulas genéticas idênticas se aproximem, isto que dizer, que se está dando possibilidade a que genes bons ou ruins tenham condições de se manifestar em homozigose. Quando há manifestação de genes desejáveis, os animais se tornam purificados Entretanto, quando os caracteres indesejáveis se somam, os produtos nascem portando defeitos.

A consangüinidade pode ser estreita, quando se dá o cruzamento entre parentes muito próximos, a exemplo de pai e filha. Pode ser também do tipo familiar, quando se processa entre meio-irmãos incompletos ou parentes mais afastados.

A consangüinidade deve ser acompanhada de rigorosa seleção, ou melhor, eliminação dos animais que apresentam qualquer anormalidade como decorrência da homozigose entre os genes desejáveis, resulta o aumento do poder de transmissibilidade dessas unidades hereditárias pelos animais portadores dessas características.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados