Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Bovino de leite


Doenças infecciosas

Brucelose (zoonose)

Causa: é causada pela bacteria Brucella abortus.
Sintomas: causa aborto no final da gestação (aproximadamente no 8º mês), mas a partir da Segunda gestação apresenta imunidade, ou seja, não aborta na  terceira vez, mas continua transmitindo a doença. Nos touros, causa orquite (inchaço dos testículos), podendo levar a fibrose dos mesmos. É uma doença infecto-contagiosa e transmissível ao homem.

Meios de cura e prevenção: os animais positivos na prova de sorologia devem ser sacrificados, e a vacinação deve ser feita nas bezerras entre 4 e 8 meses de idade. Os restos placentários são altamente infecciosos tanto para outros animais quanto para o homem, portanto, tomar os devidos cuidados na manipulação deles.

Obs: se o animal não for vacinado até o 8º mês, não vacine mais, pois poderá mascarar a doença, devendo o animal ser abatido.

Tricomonose

Causa: Trichomonas foetus, um protozoário.
Sintomas: nos touros forma reservatório no prepúcio, sem sinais aparentes. Nas vacas causa esterilidade temporária com inflamação catarral no útero, causando aborto até o 4º mês de gestação (sem retenção de placenta), esterilidade temporária, irregularidades no cio, podendo apresentar imunidade por 2 a 3 anos e sofrer nova infecção. É uma doença sexualmente transmissível (DST) e contagiosa
 Meios de cura e prevenção: utilização de inseminação artificial; eliminação dos animais positivos, controle do estado sanitário dos machos reprodutores. As fêmeas infestadas que não foram descartadas, devem ficar em repouso sexual por no mínimo 3 meses

Campilobacteriose (vibriose):

Causa: Vibrio fetus.
Sintomas: não apresenta, entretanto nos touros forma reservatório no prepúcio e nas vacas causa aborto no 5º ao 6º mês de gestação, ciclos estrais longos e irregulares (+ou- 25 dias). É uma doença sexualmente transmissível (DST) e infecto contagiosa.
 Meios de cura e prevenção: idem a anterior

IBR

É uma doença importada, pode ser detectada na vagina que fica ulcerada (pequenas feridas); causa aborto.

Colibacilose ou curso branco

Causa: E. Coli; na 1º semana de vida.

Sintomas: Diarréia branco-leitosa, emagrecimento progressivo, apatia e até morte;
Meios de cura e prevenção: Antibióticos e Quimioterápico específicos; higiene e desinfecção do umbigo.

Onfaloflebite (umbigueiro)

Causa: Diversas bactérias;

Sintomas: inflamação do umbigo que aparece nos primeiros 15 dias de vida e apresenta sinais da inflamação local, como inchaço e aumento da temperatura.
Meios de cura e prevenção: limpeza do local e aplicação de tintura de iodo. Logo após o parto, deve-se aplicar tintura de iodo no umbigo, e manter as instalações limpas e com controle de moscas.

Pneumonias

Causa: Vários micro organismos como Mycoplasma mycoides, Pasteurella sp e o vírus da Parainfluenza;

Sintomas: febre alta e fraqueza que atinge principalmente bezerros.
Meios de cura e prevenção: Antibióticos específicos. A
umidade deve ser evitada (trocando a cama sempre que necessário), assim como ventos frios. É importante garantir ingestão de colostro e manter os animais bem nutridos. Deve-se também evitar usar camas e rações que produzam muito pó.

Paratifo (Pneumoenterite)

Causa: a bactéria Salmonella dublin

Sintomas: Diarréia intensa (amarelo acinzentado), febre alta, emagrecimento e morte. Pode aparecer
do 15º dia ao 4º mês de vida.
Meios de cura e prevenção: Não há cura, e deve-se
vacinar a vaca no 8º mês de gestação e o bezerro aos 15 dias de vida.

Febre aftosa

Causa: Vírus

Sintomas: Febres, aftas na boca e mastites que aparecem em qualquer idade. Os animais perdem apetite, apresentam mastigação lenta e dolorosa e salivação profunda.
Meios de cura e prevenção: Não há cura, e a
vacinação semestral do rebanho a partir dos 4 meses de idade é obrigatória.

Carbúnculo Sintomático (manqueira)

Causa: Crostidium chauvoei

Sintomas: Tumores e inchaços nos membros, principalmente dos posteriores e morte. Atinge principalmente animais de 4 a 12 meses de idade.
Meios de cura e prevenção: Não há cura, e
é obrigatória a vacinação dos animais aos 4 meses de idade, com reforço aos 18 meses.

Carbúnculo Hemático

Causa: Bacillus anthracis;

Sintomas: Morte súbita com hemorragias nas aberturas naturais, aparece em qualquer idade.
Meios de cura e prevenção: Não há cura, e a
vacinação deve ser feita em locais onde houver ocorrência da doença, uma vez ao ano.

Babesiose/Anaplasmose

Causa: (B. Bigeemina, B. Bovis e B. Argemtina) (A. Marginale e A. Centrale)

Sintomas: Febre falta de apetite, anemia, icterícia e apatia. Aparece em qualquer idade.
Meios de cura: Antibióticos e quimioterápicos específicos.
Meios de prevenção: Boa nutrição dos animais, controle de carrapatos através de pulverização periódica, pré-imunização de animais que venham de áreas sem a doença.

Verminoses

Causa: Endoparasitas;

Sintomas: Emagrecimento, apatia, anemia profunda;
Meios de cura: Vermífugos específicos em doses curativas;
Meios de prevenção: Vermífugos específicos em doses preventivas.

Raiva

Causa: Vírus Neurotrópico
Sintomas: Paralisia de membros, apatia, isolamento do grupo, salivação intense e incoordenação.
Meios de cura e prevenção: Vacinação de todo rebanho nas regiões de incidência de morcego hematófago, uma vez por ano a partir de 4 meses de idade.

 

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados