Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Bovino de corte


Atualidades

Pecuária de corte

Definição

Trata-se de uma atividade que está dividida em duas linhas, podendo ser executadas juntas ou não. Uma é a criação de gado comercial e a outra de gado elite, sendo que a primeira tem com principal objetivo a produção de carne bovina de qualidade para a alimentação humana, além de fornecer matéria-prima para a  industria farmacêutica, de cosmético, de calçado, de roupas, de rações, entre outras. Já a criação de gado elite tem como foco central à produção de matrizes e reprodutores para a criação de gado comercial e elite. 

A produção da pecuária de corte pode ser dividida em três fases:

Cria: compreende o período de cobertura até a desmama;
Recria: compreende a período entre o desmama até a fase de terminação;
Engorda: última fase, pode ser feita a pasto ou no confinamento.

Estatísticas

Rebanho


Produção/Abate





Consumo Interno



Exportações



Importações



Preço ao Produtor

População Brasileira



Tabela 1

Rebanho Bovino Brasileiro, por Região (*)
Região 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000
Norte 14,973 15,335 15,968 16,888 17,292 17,430 17,858 18,382 19,017 19,774
Nordeste 26,977 25,380 23,244 22,880 23,107 23,346 23,493 23,411 23,387 23,513
Sudeste 38,374 37,785 36,603 36,118 36,100 35,171 34,898 35,024 36,052 35,787
Sul 26,402 26,273 26,325 26,402 26,233 25,709 25,650 25,997 26,317 26,188
C.Oeste 48,535 49,082 49,993 50,551 50,701 49,318 49,661 50,774 52,214 52,252
BRASIL 155,261 153,855 152,133 152,839 153,434 150,974 151,560 153,588 156,986 157,513
(*) Quantidades em milhões de cabeças (valores aproximados)

 

 

 

 

 

 

Como se pode observar na tabela 1 o rebanho brasileiro vem crescendo nos últimos anos, dando destaque para as regiões Norte e Centro-Oeste, pois são estas que mais tem contribuído para o crescimento do rebanho nacional, devido principalmente ao preço da terra mais acessível que nas regiões Sul e Sudeste, na qual o rebanho tem diminuído. Já a região Nordeste tem se mantido constante.

Tabela 2

Produção de Carne Bovina no Brasil (*)
Região 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000
Norte 396,6 413,8 399,3 405,2 463,4 498,3 491,0 512,4 587,2 666,8
Nordeste 1033,1 1171,7 1066,2 1017,9 1028,2 1016,4 1077,0 1147,9 1141,3 1132,3
Sudeste 1847,9 1911,2 1877,9 1803,0 1943,4 2073,7 1838,0 1832,5 1743,6 1964,5
Sul 1111,9 1139,5 1114,9 1098,1 1225,0 1276,9 1204,1 1188,3 1234,6 1320,9
C.Oeste 1422,2 1560,1 1552,4 1696,9 1806,9 1997,2 1800,8 1819,5 1815,7 2237,4
BRASIL 5811,7 6196,2 6010,7 6021,0 6466,9 6862,5 6411,0 6500,6 6522,3 7321,8
(*) Quantidade em milhares de tonelada, equivalente-carcaça

Como já analisado na tabela 1, a 2 mostra a mesma situação, podendo concluir que a pecuária de corte nacional tem se deslocado para as novas fronteiras, isso é, tem migrado para as regiões Norte e Centro-Oeste.

Tabela 3

Balanço das Exportações e Importações de Carne Bovina
(Em equivalente-carcaça)
Ano Exportações Importações
Industrializada In natura Total Total
Qtd1 US$/ Ton2 US$3 Qtd1 US$/Ton2 US$3 Qtd1 US$3 Qtd1 US$3
1990 149 946 141,0 100 930 93,0 249 234,0 255 176,2
1991 214 1027 219,8 121 1759 212,8 335 432,6 108 117,6
1992 318 885 281,4 124 2289 283,3 442 564,6 114 103,5
1993 322 937 301,5 129 2103 271,4 451 572,9 48 44,0
1994 274 1051 287,5 102 2620 268,1 376 555,6 86 111,7
1995 238 1230 292,8 49 3708 180,8 287 473,7 121 169,6
1996 219 1078 236,3 61 3204 194,3 280 430,6 139 175,7
1997 219 1059 231,8 68 2879 196,3 287 428,1 112 196,6
1998 265 1117 296,2 105 2632 276,6 370 572,8 79 156,4
1999 345 922 318,1 196 2266 443,8 541 761,9 42 71,1
 1 Quantidades em milhares de toneladas de equivalente-carcaça
 2 US$/Ton de equivalente-carcaça FOB
 3 Valores totais em milhões de dólares (US$)

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados