Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Ema


Sistema de Criação

Instalações

As instalações são simples, mas devem estar de acordo com as normas do Ibama.Não é necessário investimento pesado, mas é preciso possuir muito espaço disponível.

È preciso um piquete exclusivo para cada época: reprodução, higienização, maternidade, internato e recria.

As emas passam a maior parte do tempo em piquetes quando em cativeiro, este viveiro deve ser cercado com tela de alambrado de 1,10 m de altura e fio 14 e mais três fios de arame acima da tela. Para dividir internamente os piquetes, pode-se utilizar cercas de arame liso com espaçamento de 20 cm  entre os arames. Também são utilizados mourões  com 3 metros de espaçamento e 2,50 m de altura. Pequenos ranchos com 30m2 cobertos para alimentação e abrigo das aves são recomendados. Outra recomendação é a vegetação rasteira, arvores e arbustos nos piquetes que servirão de abrigo.

A água que precisa ser de boa qualidade deve ser oferecida por meio de bebedouros, sempre ao dispor das aves. È importante que os mesmos estejam situados em área sombreada ao nível do solo ou no máximo a  30 cm acima dele.

Os comedouros que pode ser de alvenaria ou madeira estarão a 30 cm do solo, para se efetuar uma melhor limpeza.

As dimensões do piquete são de 4x5 m, tendo como objetivo capturar as emas, caso necessário.

 Piquete dos Reprodutores

 A área destinada a reprodutores varia de acordo com as condições do local, mas pode conter ate 30 animais por há.Este ambiente deve ser cercado com telas metálicas ou plásticas de ate 1,30 m e é também fundamental que possuam arvores, arbustos e /ou ranchos construídos para sombreamento.

Sala de Higienização

 Na sala de higienização, os ovos são limpos e armazenados para então serem incubados

A desinfecção do local é a primeira norma, também precisa ter todas s condições para a higienização dos ovos, esta é feita com água morna corrente e sabão neutro, em seguida os ovos são imersos em uma solução desinfetante para então serem secos com papel toalha e finalmente receberem um bactericida (por meio de um lenço umidecido).

Uma câmara de armazenagem pode ser usada para manter a temperatura entre15 e 18 ºC e a umidade em torno de 70% por 7 dias até serem  enviados a incubadora.

 Sala de Incubação

 Na sala de incubação  é fundamental um aparelho chamado  ovoscopio, sem ele torna-se difícil analisar as condições do ovo e do desenvolvimento do embrião.

A chocadeira que também precisa existir neste setor, tem de sofrer uma higienização continua e eficiente.

A incubação natural pode ser uma alternativa, embora menos aconselhada por especialistas.

 Berçário

 O berçário torna-se necessário nos primeiros dois dias para abrigar os filhotes. O umbigo deve ser desinfetado 3 vezes ao dia alem disso outra prioridade é a presença de uma fonte de calor, que pode ser feita com campânulas a gás ou lâmpadas infravermelhas medicinais, para manter a temperatura ideal.

O material utilizado para a realização desta construção pode ser madeira, coberta de telhas, deve ser fechada em volta com portas de entrada e saída para o lado do viveiro. Cochos para alimentação são indispensáveis

 

 

 

 

Internato

 As aves são levadas ao internato no 2º ou 3º dia após a eclosão. Realizada em campo, os animais são colocados em piquetes divididos em grupos pequenos. É necessário um bom espaço para ,já que nesta época da vida, os exercícios são cruciais para determinar um bom desenvolvimento do filhote.

A temperatura deve ser de 28ºC, podendo usar um aquecimento artificial para sua manutenção .

A alimentação fornecida é a base de forragem verde picada e ração inicial, um bebedouro e uma área de sombra também são necessários.

O tamanho do piquete varia de acordo com o nº de filhotes, em geral 15x150 é o suficiente, devem ser cercado por tela com altura de 1,40 cm , mais uma vez a arvores com finalidade de sombreamento são ideais na região interna do piquete. Pequenos abrigos  de 2 a 3 m, com laterais abertas, cobertas com palha ou telha oferecem um bem estar ideal aos filhotes.

Comedouros e bebedouros devem ficar 10 ou 20 cm do solo, podendo ser distribuídos vários deles dentro dos piquetes

Os filhotes deverão ficar junto do macho(pai) até os 4 meses, a partir daí vão para o viveiro geral, esta fase é a ideal para a comercialização dos filhotes. 

 

 

Recria

 Os filhotes  possuem mais de 1kg e já pode começar a se adaptar ao meio no qual se encontram, tornando também mais resistentes intempéries .

O tempo de permanência neste recinto é dos 30 aos 90 dias aproximadamente.

Piquete de terminação

 Os animais se concentram neste piquete do 3º mês até o abate, 14 meses ou  por 18 meses, quando atingirão a fase reprodutiva.Uma boa lotação é de 50 animais por ha.

Outros animais como carneiros, cavalos, gado podem ser criados de forma consorciada com as emas, já que estas possuem uma inclinação a domesticação.

Os animais adultos recebem ração  diariamente, a desvermifugação deve ser periódica, e as condições de espaço e vivencia  precisam ser próximas das condições do habitat natural.C

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados