Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Avestruz


Potencial do animal

Introdução

Avaliando o consumo de carne bovina no Brasil que hoje é estimada pelo Sindicato da Indústria da carne e derivados é de 5,0 milhões de toneladas por ano, façamos uma previsão de participação de 1 % da carne de avestruz no mercado interno, o que significa 50 mil toneladas por ano. Se cada avestruz abatido fornecer em média 30Kg de carne, seria então necessário um abate anual de 1,5 milhões de aves. Para este potencial de produtividade, necessitaríamos formar um rebanho de 55 mil fêmeas e até 55 mil machos, totalizando 110 mil reprodutores. Considerando que atualmente o efetivo nacional não chegou a esse número de reprodutores, o mercado da venda de aves jovens para reprodução é bastante favorável.

Produtividade

Por se tratar de atividade nova no Brasil, os parâmetros apresentados a seguir baseiam em literatura norte americana, ou seja, valores médios obtidos para a produtividade de avestruzes criados nas fazendas dos EUA.

Período de vida produtivo 35 a 40 anos
Esperança de vida 70 anos
Porcentagem de reposição por ano 3%
Número de ovos férteis/ave/ano 40
Porcentagem de pintos nascidos por ovos férteis 50%
Número de pintos com 30 dias por fêmea 18
Porcentagem de perdas de 1 a 6 meses 16%
Número médio de avestruzes de ano/fêmea/ano 14
Fonte: Jobes, 1995

 

Gestação/
Incubação
Período Engorda Animais Abatidos/
Fêmeas/ano
Produção Carne Produção Couro Produção Plumas
42 dias 1 ano 20 a 30 aves 750 Kg 30 m2 30 Kg

Vantagens

- Sensibilidade do consumidor a carnes alternativas mais saudáveis;
- Unidade animal/área;
- Mão de obra disponível;
- Tradição no tratamento e utilização de couros;
- Tradição Agropecuária;
- Condições ambientais favoráveis.

Desvantagens

- Investimentos altos;
- Inicialmente, demanda a importação de muitos animais;
- Falta de experiência técnica;
- Carência no suporte da criação (rações, equipamentos, etc.).

O mercado da criação de avestruz não foge muito à regra do início de uma nova atividade zootécnica em um país. Como a própria história revela: os EUA começaram a criar avestruzes por volta de 1975 e somente 20 anos depois se iniciou o abate naquele país. Na Itália criam-se avestruzes desde 1979 e só recentemente se montou um abatedouro naquele país.

Acompanhando a evolução mercadológica, dividimos a criação em duas fases:

- 1ª fase (Breeding phase), caracterizada pela comercialização de reprodutores, onde o valor agregado do animal é elevado, inviabilizando o seu abate. Dependendo da intensidade da criação, esta fase dura cerca de 10 anos ou mais.

Tabela: média de preços nas diversas regiões dos Estados Unidos:

Reprodutor Avestruz macho Avestruz fêmea
0 a 3 meses US$ 300,00 US$ 450,00
4 a 9 meses US$ 200,00 US$ 500,00
+de 12 meses (par) US$ 1.000,00 US$ 3.000,00
2 anos (par) US$ 4.000,00 US$ 5.000,00
Reprodutores (par) US$ 5.000,00 US$ 12.000,00
Ovos férteis: de US$ 70,00 a US$ 125,00
Fonte: Ratite Markplace, fev. 1996

- 2ª fase (commercial phase), caracterizada pela comercialização de animais para o consumo. O número de animais disponíveis, agora é elevado, reduzindo o seu valor de mercado como reprodutor, viabilizando a sua exploração no abate.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados