Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Notícia


Pecuária

23/09/2014

Propriedade da Embrapa é certificada sem tuberculose

O Campo Experimental Santa Mônica, da Embrapa Gado de Leite, localizado em Valença (RJ), recebeu o certificado de propriedade livre de tuberculose do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA). A certificação de propriedade livre de tuberculose obedece aos princípios técnicos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), portanto, aceitos internacionalmente.

A certificação de propriedade livre está prevista no Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose (PNCEBT), do MAPA. Até dezembro, o CESM espera revalidar o certificado de propriedade livre de brucelose, obtido ano passado. O outro campo experimental da Unidade, José Henrique Bruschi, localizado em Coronel Pacheco (MG), obteve ambos certificados em 2003 e vem renovando-os desde então.

Segundo a pesquisadora Clara Slade, a importância do certificado reside principalmente na segurança dos colaboradores que trabalham com os animais experimentais, já que a tuberculose é uma zoonose. Mas também na facilidade do transporte de animais entre os dois Campos Experimentais da Embrapa Gado de Leite e para outros de demais unidades.

Clara reforça que a adesão ao processo de certificação é voluntária e demanda um longo trabalho, que começou a ser realizada no CESM em Fevereiro de 2010, sob a responsabilidade técnica do veterinário Célio de Freitas. Em seguida o trabalho ficou a cargo de Anna Carolina Denicol (2011-2012). Desde 2012, a atividade está sob a coordenação da pesquisadora. O rebanho do CESM conta atualmente com 700 animais.

A pesquisadora explica que o saneamento das propriedades que entram em processo de certificação é realizado por meio de exames de todos os animais e sacrifício dos reagentes positivos. "Os testes em todo o rebanho são repetidos até a obtenção de três testes sem um único animal reagente positivo, ao longo de um período mínimo de nove meses", detalha.

Fonte: Embrapa

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados