Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Repolho


Colheita e Transporte

A solidez da cabeça é a característica usual para o ponto exato da colheita, ainda que, para algumas variedades, bem o seja. No ponto de colheita, as folhas de cobertura começam a enrolar-se levemente para trás, expondo as folhas mais claras de baixo.

Para embarque, quando colhido fofo ou imaturo, murcha rapidamente, tornando-se pouco atrativo. Por outro lado, se não for exata, toma-se maduro em excesso e precisará ser descascado. Tais cabeças terão aspecto esbranquiçado, nas variedades mais comuns, sendo muito delicadas e frágeis para uma longa viagem.

O método de colheita mais comum consiste em separar a caule com uma faca afiada, como a de açougueiro. Ao cortar, evitar ferimentos na cabeça, o que deprecia o produto.

O repolho, que se destina a um embarque imediato, é levemente descascado, deixando-se quatro a sete folhas de cobertura. Aquelas que apresentarem grande estrago devido a lagartas, moléstias ou a outra causa devem ser removidas, embora seja necessário profundo desfolhamento das folhas externas que protegem as cabeças poderão ser retiradas no destino, se for preciso dar ao produto um aspecto de fresco. Desta forma, os caules ficam com 5 a 10 milímetros de comprimento.

A colheita das variedades mais precoces e mais tardias, é feita, respectivamente, entre 105 a 115 dias ou 130 a 150 dias, após a semeadura.

Ao se colocarem as cabeças colhidas dentro dos meios de transportes, tomar grande cuidado a fim de evitar contusões, pois os tecidos feridos adquirem um aspecto aquoso, ficando, mais tarde pretos e, muitas vezes deterioram-se.

Desde que os caminhões transportem o repolho para o mercado em tempo relativamente curto, as preocupações no carregamento não são tão importantes. A carga dos caminhões deve ser protegida contra exposição direta dos raios solares, visto que tal exposição causará o murchamento dos repolhos. Se estiverem em engradados, será bom deixar algum espaço de ventilação entre os mesmos. Não são recomendados embarques a granel, em caminhões e em dias quentes, a não ser para curtas distancias, pois a deficiente circulação de ar poderá causar deterioração. O ideal seria o transporte à noite.

Classificação

Não há fator mais importante no comércio de frutas e legumes do que a classificação cuidadosa, aliada a uma embalagem bem feita, o que dá ao produto aspecto mais atraente.

Perfeita uniformidade dá boa reputação, cria confiança, estimula-se o consumo. Ë sabido que o repolho, sadio e firme, obtêm preços mais elevados. Assim, as cabeças fofas, cheias de ar, comidas por vermes, devem ser rejeitadas antes do embarque, deixando-as no campo no momento do corte, como adubo orgânico ou aproveitando-as para alimentação de animais.

O repolho, depois de colhido no campo, deve ser levado a barracões onde se procede a classificação e acondicionamento. Seria mais prático, que esses barracões ficassem ao lado do setor de embarque, para facilitar o carregamento e evitando excessivo manuseio do produto.

O repolho de peso médio, variando de 900 a 2.000 gramas, é o mais desejável para o comércio, por ser mais facilmente vendido no varejo.

Devemos procurar uniformizar o tamanho dos repolhos para embarque sendo útil classificá-los em pequenos, médios e grandes, sendo que os muito grande ou muito pequeno devem ser vendidos no mercado local. Ao fazer a embalagem, é importante acondicionar cabeças grandes, pequenas e médias separadamente, porque assim encontram colocação mais rápida no mercado, dando maiores rendas. Para o comércio varejista, é preferível, porque permite a escolha dos cestos ou sacos com os tamanhos desejados.

Num processo para a classificação do repolho, entram como principais fatores: tipo, tamanho, descascamento, solidez, rachaduras, podridão mole, fermentação, descoroamento, geadas muito fortes, moléstias e pragas.

Estabelecida a regulamentação, há facilidade para descrição de determinado embarque e, para fornecer aos contratos, vendas, inspeções etc. reduzindo os maus entendimentos e as fraudes.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados