Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Repolho


Considerações gerais

O repolho é derivado da couve-selvagem, cujo nome botânico é Brassica oleracea L., variedade capitata; é planta indígena da Europa e, provavelmente, da Ásia Ocidental e, nesses continentes, cultivado desde a antiguidade.

A couve primitiva, ainda existente nas costas da Inglaterra e da França, é uma planta de folhas largas, lobuladas, onduladas, espessas e cobertas por leve camada de cera. A haste floral, que mede desde 0,60m até pouco mais de 1 m., é guarnecida de folhas inteiras circundantes e termina por uma espiga de flores com pétalas amarelas e, algumas vezes, brancas. As pétalas são dispostas em cruz, daí o nome cruciferae, família a que pertence essa planta.

No desenvolvimento da couve-selvagem, as maiores modificações foram apresentadas pelas folhas. Quando elas são grandes, grossas, carnosas, temos a couve-tronchuda; na couve-repolho de Bruxelas, os brotos nas axilas das folhas crescem, produzindo pequeninos repolhos, do tamanho aproximado ao de uma noz.

Se as folhas crescendo, imbricam-se, reúnem-se formando uma cabeça mais ou menos cerrada, que envolve um broto central. Temos então, a couve-de-cabeça, couve-maçã, ou simplesmente repolho, que é classificada botanicamente, como B. oleracea L., variedade capitata L.

Usos e propriedades
O repolho é importante alimento de proteção, sendo, quando cru, servido como salada, mais rico em vitamina C, do que o tomate e a laranja. Possui, ainda, ponderáveis quantidades de vitamina B1, B2 e G, além de sais de ferro e de cálcio.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados