Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Cenoura


Pragas e Moléstias

Citamos algumas moléstias e pragas das cenouras:

- Mancha negra das folhas ou queima das folhas: É causada por fungo, essa moléstia se inicia por manchas escuras, com coloração amarelo-clara na região central. Tais manchas ampliam-se, e chegam a tomar toda a parte aérea do vegetal. Nesta fase, as plantas têm o aspecto de queimadas apresentando enegrecimento e seca das folhas e pecíolos.

Embora não constitua problema quando a cenoura é cultivada no período fresco do ano, com pequena queda pluviométrica, acarreta prejuízos quando as

As medidas para seu controle são as seguintes: desinfecção das sementes, rotação de cultura e pulverizações com fungicidas.

Na cultura de inverno não se faz necessário pulverização, salvo se ocorrerem chuvas. Nesse caso, deverá ser feita a cada vinte cinco dias. Na época de chuva e calor (no verão), as pulverizações devem ser efetuadas a partir de duas semanas da germinação e repetidas cada dez dias.

- Pulgões: Essa praga, comum nas plantações de cenoura ataca a região do colo da planta, formando colônias protegidas, muitas vezes, por montículos de terra trazidos por formigas “lava-pés”, parasitas dos pulgões.

No seu combate, empregam-se os inseticidas comerciais indicados. Assim que sejam observadas plantas atacadas por pulgões, deve-se pulverizar o centro delas e repetir a operação quando necessário, sempre cuidadosamente, por serem tais inseticidas perigosos à saúde do homem. Além disso, em virtude de terem geralmente efeito residual, não se deve pulverizar as plantações vinte dias antes da colheita.

Quando as plantas são novas e fracas, é recomendável efetuar as pulverizações preventivas, e mistas com qualquer dos inseticidas citados, duas semanas após a germinação. Com isso além de evitar o prejuízo de provável ataque de pulgão, eliminam-se outras pragas, como os “trips”.

- Nematóides: Esses vermes microscópicos atacam além da cenoura enorme quantidade de outras plantas.

O nematóide de gênero Meloidogyne, spp provoca, na raiz da cenoura, nodosidades conhecidas vulgarmente por “verruga”.

Outros gêneros de nematóides podem destruir a ponta da raiz em formação e provocar-lhe a divisão em duas ou mais partes.

O problema de controle de nematóides nocivos inclui, entre outros os ítens seguintes:

a) medidas preventivas, visando evitar a infestação dos canteiros, ainda livres desses organismos;
b) práticas culturais, especialmente a rotação de culturas;
c) tratamento do solo por meio de nematicidas;
d) seleção de variedades resistentes.

Sabe-se que os nematóides, uma vez estabelecidos em um solo, são de erradicação muito difícil, em geral impossível. Daí, a importância das medidas preventivas.

Devido aos altos preços dos nematicidas, os horticultores devem recorrer à rotação de culturas, desenvolvendo-se presentemente esforços no sentido de acumular informações sobre plantas hospedeiras das espécies nocivas as no País, para a prescrição de planos convenientes, econômicos e ecologicamente corretos.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados