Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Cará


Colheita

Em pequenas lavouras, o arrancamento pode ser feito empregando enxadas ou gadanhos. Nas lavouras maiores, porém, obtêm-se melhores resultados, barateando a colheita, com o emprego do arado, tanto o arado de aiveca como o de disco presta-se bem para esse fim, desde que a cultura seja feita em camalhões. Quando colhidos com o arado, os tubérculos são levados para um só dos lados do sulco, permanecendo além disso, geralmente, presos à planta com uma penca. Dessa forma, aparecem na flor da terra, e são facilmente encontrados e catados.

As operações de colheita, catação, embalagem e transporte precisam ser feitas com muito cuidado a fim de não se ferirem os tubérculos, pois dessa forma tornam-se muito sujeitos à podridão durante o armazenamento.

Armazenamento: Para boa conservação deve ser depositado em lugar bem abrigado. A umidade, o vento, a luz, o frio, o calor, bem como as mudanças rápidas de temperaturas, são agentes que podem prejudicar a conservação perfeita dos tubérculos do cará.

Obtêm-se bons resultados no armazenamento, estraficando os tubérculos entre palha ou casca de arroz, colocando para isso, em armazéns apropriados ou em grandes covas cobertas no solo, e protegidas da chuva, camadas sucessivas de palha e tubérculos, cobrindo-se tudo com uma boa camada de palha.

Com esse sistema podem-se conservar, por vários meses os tubérculos com bom estado para o consumo.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados