Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

reforma agrária no brasil - Por Raimundo P. de Oliveira

sou proprietário de terras e sei bem como lidar com ela, não é só dar a terra, precisamos saber se o candidato está apto a cultivá-la, o que estamos vendo nos essentamentos é pessoas interessadas no dinheiro que o governo banca no intuíto de beneficiamento da mesma e os candidatos bebem de pinga juntamente com os lideres e sindicatos ruais,prova disso é de vários casos que vem ocorrendo pelo brasil a fora, temos que saber trabalhar na terra e não aproveitar dela para se beneficiar financeiramente.

27/10/2004 07:42:58
Leticia de Abreu Faria-Zoot Jr

Caro Raimundo, Reforma agrária é um assunto polêmico. Sabemos que não só nos assentamentos, mas também em todos os setores da sociedade existem boas e más intenções, sendo assim, os assentamentos bem sucedidos fortalecem e favorecem o movimento mas, como diz, há o outro lado que pode ou não ser a maior parte, porém é o que mais se evidência. Os integrantes deste movimento devem ser concientes que lutam pela terra por que têm direito e são merecedores dela e não por serem integrantes de classe social menos favorecida. Assim como o senhor diz, nossos políticos deveríam praticar a reforma agrária de forma que dê condições favoráveis para estas pessoas possam tirar seus sustentos da terra e não tenham que vende-la por incapacidade, assim também é escolhido o cidadão merecedor da terra de acordo com alguns critérios.

04/01/2005 23:23:07
Sérgio Ricardo Braga da Silva-Geógrafo

É isso mesmo como a Letícia disse. E tem mais: As pessoas que fazem parte dos movimentos que lutam por terras são em grande parte integrantes de um movimento contrário ao exôdo rural, ou seja, enquanto nos anos 60,70 e 80 as pessoas sairam das áreas rurais e foram para as metrópoles, a partir dos anos 90 muitas pessoas(muitos deles filhos daqueles que foram para as cidades) saem das periferias das grandes metrópoles (expulsas pelas péssimas qualidade de vida e desemprego) para compor esses movimentos, e por isso mesmo não possuem a experiência do trabalho com a terra( o que não os exclui do direito a terra, pois muitos latifundiários jamais aprenderam a trabalhar com ela, mas mesmo assim são grandes proprietários) e aqueles que possuem a experiência, como é o caso de trabalhadores rurais que também compôem esses movimentos, quando são assentados, não tem nem crédito, nem assistência técnica suficientes para melhorarem suas condições de vida. Pois nos moldes como a reforma agrária é feita hoje, com distribuição de lotes de 21 alqueires no meio da selva amazônica ou 7 alqueires nas demais regiões, é impossível produzir o suficiente para se elevar o padrão de vida com o atual financiamento do governo. Tem que ter boas noções de administração para se dar bem nesse modelo, o que a maioria, por razões óbvias, não tem. É claro que com 7 alqueires, uma boa bagagem de conhecimentos sobre técnicas agrícolas modernas e um bom recurso financeiro se pode fezer milagres. Mas o assentado, quando recebe sua terra, geralmente não tem esse conhecimento técnico nem os recursos necessários e o que lhe sobra é apenas a criação de gado de leite, que vai se mostrar inviável com o tempo, pois não é possível ter muito pasto em tão pouca terra. É por isso que numa visão superficial se tem a impressão de fracasso da reforma agrária. Mas a culpa não é de forma alguma dos assentados. Afinal, quem sabe se eu não tivesse a oportunidade de ter uma boa educação não estaria por aí também em algum boteco de assentamento enchendo a cara (pois a propaganda é forte), sem nenhuma expectativa de vida.

08/02/2005 18:54:49
Renato

Resposta de Renato Raimundo venho através desta, dizer que a reforma agrária é uma das principais ferramenta do governo, para controlar essa desigualdade social que só vem aumentando em nosso país. Saiba você que existe muitos estudantes interessados pela reforma agrária, queremos contribuir com os assentamentos em todos os sentidos de assistencia técnica.

02/03/2005 09:57:12
Renato

Hoje o governo esta complementando a reforma agrária, com novos programas, como por exemplo o crédito fundiario, que vem fazendo o maior susseso em todo país. maiores informações www.creditofundiario.org.br A oportunidade de morar e trabalhar no campo com sua familia, e da a ela a oportunidade, que tanto sonhou esta cada vez mais real.

07/09/2005 11:18:50
Dyb Bittar

Raimundo, concordo com você que para produzir, é necessário ter aptidão e força de vontade, porém não culpo totalmente o assentado por esta atual situação, mas sim o próprio órgão que é responsável pelo assentamento, o INCRA, este é um órgão que não tem controle do que faz. Tem pessoas que recebe a terra duas vezes, não tem nenhuma aptidão para a profissão, e contratam técnicos incapazes de elaborar e executar projetos viáveis de acordo com a região (solo, clima, mercado etc), desapropriando terras inferteis, sem água, sem administração dos recursos financeiros como o PRONAF destinado a produção, enfim uma serie de fatores que trazem este tipo de conseqüência, como baderna, vandalismo, negligencia junto ao banco do brasil etc. E infelizmente o assentamento hoje se caracteriza como um "CURRAL ELEITORAL", e não como uma pequena empresa familiar.

29/06/2007 16:39:48
leonir fogliato corteze

Presados Senhores, o Governo Brasileiro não precisa comprar terras para fazer Reforma Agrária neste pais: Façam uma lei que o Fazendeiro que doar 10% do total de suas propriedade terá um prazo de 20 anos(garantia) para transformar suas propriedades em terras produtivas. sobrara terra em 06 meses da lei promulgada. um abraço, gostaria de conversar por telefone com os responsaveis pela Reforma Agrária do pais para dar outras sujestões. espero resposta por email ou me liguem 98-9128 8451.

22/07/2007 22:12:16
leonir fogliato corteze

Presados Senhores, o Governo Brasileiro não precisa comprar terras para fazer Reforma Agrária neste pais: Façam uma lei que o Fazendeiro que doar 10% do total de suas propriedade terá um prazo de 20 anos(garantia) para transformar suas propriedades em terras produtivas. sobrara terra em 06 meses da lei promulgada. um abraço, gostaria de conversar por telefone com os responsaveis pela Reforma Agrária do pais para dar outras sujestões. espero resposta por email ou me liguem 98-9128 8451.

22/07/2007 22:12:22
leonir fogliato corteze

Prezado Amigo, concordo com o senhor os assentamentos aqui da região estão todos improdutivos, favelas rurais os assentados vivem nunha pobresa pior que favelados de capital os sindicalista e representante de ongs que dizem lutar por reforma agraria acompanham os projetos só até os recursos de infra-estrutura serem liberados(adivinhe porque) na hora do projeto de produção o povo dos assentamentos ficam só, sem assistencia técnica , o unico campo verde que se ve é os campos das mesas de cinuca rs.

22/07/2007 22:22:35

Você só pode comentar se estiver logado.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados