Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Avestruz : lucro ou ilusão? - Por fernando

VENDO CASAL DE AVESTRUZ: "12000 reais" Quem não se lembra deste tipo de anúncio ha cinco anos.Quem comprou avestruzes nesta época lembra de filhotes com 3 meses por R$ 900,00, aves com 1 ano por R$ 1.600,00, carne a R$ 120,00 o Kg e outros devaneios. Vamos ver se você lembra quantas aves e negócios você fez por estes preços. Se a resposta é nenhuma ou muito poucas, parabéns!, você faz parte da maioria dos estrutiocultores no Brasil. Por que isto aconteceu??? Como criador a 6 anos, vou relatar o que fiz(fizemos) neste período. No início nos preocupamos em aumentar os nossos plantéis, melhorando a nossa produção de ovos, diminuindo as nossas mortalidades de filhotes e tentando atingir índices que nos foram vendidos junto com as aves. Ex. 80 ovos por fêmea, 40 filhotes vivos por fêmea e outras bobagens. Sabemos hoje que isto não é possível com a maioria do plantel existente no Brasil, formado por aves ruins vendidas indiscriminadamente no inicio da estrutiocultura nacional. Sempre nos preocupamos em produzir, por que precisávamos formar um bom plantel para dar início à produção para abate. O que nunca calculamos foi qual seria este número e durante alguns anos produzimos indiscriminadamente as nossas aves. Chegamos agora em um ponto em que temos o maior celeiro de avestruzes do mundo, chamo de celeiro porque estamos apenas armazenando avestruzes. Neste meio tempo tivemos algumas visitas inesperadas em nosso mercado tais como Avestruz Máster, que pegou o dinheiro de quem poderia alavancar o mercado do avestruz com investimentos e transformou em papeis que nada valem e mais uma enorme quantidade de avestruzes sem destino. Tivemos também no inicio de nossa caminhada a ilusão de que o mercado externo seria a salvação da lavoura, pois sabemos que a maioria de nossa população não poderia ter acesso ao nosso produto, e que nunca teríamos a substituição do famoso arroz, feijão e ovo por arroz, feijão e avestruz. Hoje temos apenas uma empresa autorizada a exportar carne de avestruz e que amplamente e com orgulho anunciou o abate de 25.000 aves no próximo ano, pode ser um número pequeno em relação ao nosso plantel, mas, já é um enorme começo. O que fazer com o resto do nosso plantel??? Gostaria de parabenizar alguns grupos e Cooperativas que estão trabalhado sem descanso para tirar o avestruz da inércia, o lançamento de sub-produtos mais baratos no mercado é uma solução inteligente(lingüiça, salame, hambúrguer, etc). O que me preocupa hoje é a forma como o produtor está sendo remunerado pelo seu produto. Temos hoje dois tipos de produtores, o que está colocando dinheiro no bolso para trabalhar e o que não tem mais dinheiro para por. Isto cria uma triste realidade pois o produto avestruz está completamente sem preço de referência no mercado. Da mesma forma que no passado tínhamos preços absurdos, hoje temos casais de avestruzes sendo vendidos por R$ 1000,00, e que como produtores sabemos que estas aves nos custam pelo menos R$ 3000,00 cada até entrarem em postura. As ofertas de compra de aves hoje não atingem nem ao menos os custos de produção, não entendo então porque produzir se não conseguimos vender e quando vendemos o fazemos com prejuízo. Como é que nós produtores poderemos concorrer com aves sendo vendidas a qualquer preço colocadas no mercado pelos criadores que estão saindo do negócio ou estão tentando dar um ali vio qualquer a seus bolsos(não tiro a razão deles). Nos colocamos hoje dentro de um mercado que tem uma enorme oferta e uma procura quase inexistente, nem o mercado para novos criadores existe porque não conseguimos estimular novos criadores a entrar em nosso barco(furado). Todos sabemos que em um mercado com grande oferta e pouca procura, os preços despencam. Ficamos então a mercê da benevolência de compradores que nos pagam abaixo do custo de produção e temos que ainda agradecer por ter comprado as nossas aves e não as do vizinho. O que fazer???? A minha sugestão pessoal é que este ano derradeiro para nós produtores, só incubarmos o que temos certeza de colocação no mercado, e aguardemos a eliminação destas aves que estão sendo vendidas a qualquer preço, estaremos este ano(novamente) com problemas mas criaremos condições futuras melhores. Outra sugestão que faço, é que quem tiver condição de vender suas aves realmente por preços reais o faça, e não entre nesta corrida maluca para venda a qualquer preço. Façam planilhas de qual é o seu real custo de produção. O que acontece hoje é que o próprio estrutiocultor está destruindo o seu mercado e preço do avestruz. Peço uma resposta a esse comentário, obrigado!!!



02/08/2007 15:07:31
GUILHERME AGAPITO - ZOOT JR USP

Em muitas áreas nos temos crises e problemas, isto é causado por vários fatores, políticas governamentais e falta de incentivos. Cada vez mais nós estamos sozinhos e temos que fazer sempre melhor para alcançarmos bons resultados.

27/08/2007 16:55:03

Você só pode comentar se estiver logado.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados