Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Soja


Generalidades

História

O uso da soja como alimento humano remonta a séculos, e se prende à própria origem do povo chinês. Referências sobre essa planta foram encontradas por Li-Yu-Ying e Grandvoinette em uma obra médica escrita por She-non, no ano três mil A.C.

O cultivo da soja foi tão importante na China antiga a ponto de se tornar a base da alimentação de seu povo.

Por milênios, porém, seu uso se restringiu àquele país, até que, no século da nossa era, começou a se espalhar por outras regiões da Ásia, tais como Índia, Ceilão, Cochinchina, Malásia, etc.

Na Europa, a soja tomou-se conhecida a partir de 1739, quando, pela primeira vez, foi plantado no Jardim Botânico de Paris.

Segundo Piper e Morse, a primeira referência sobre o comportamento da soja na Pensilvânia, E.U.A., foi feita por Mease, em 1804.

No Brasil, a experiência com soja feita na Bahia em 1882, por Gustavo D'Utra, e é a mais antiga referência conhecida na literatura. Em São Paulo, Daffert, em 1892, fez as primeiras observações sobre a soja, no Instituto Agronômico de Campinas. No Rio de Grande do Sul, as primeiras pesquisas foram feitas em 1914 pelo Professor F. C. Craig, na Escola Superior de Agronomia e Veterinária da Universidade Técnica, atual Esalq. Observa-se, portanto, que em contraste com a antiguidade do uso da soja pelos povos orientais, sua expansão por outras regiões deu-se bem mais recentemente. Observamos que os maiores produtores mundiais são o Brasil, Estados Unidos e a China, que respondem por mais de 90% da produção.

No Brasil destacam-se como maiores produtores os Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Mato Grosso. A produção de soja teve grande incremento após a II Guerra Mundial. A crescente demanda de proteínas para a alimentação animal e o aumento da procura de óleos vegetais para a alimentação humana, bem como o elevado índice de mecanização da cultura, contribuíram decisivamente para o aumento rápido da produção de soja.

Usos

A soja é planta apropriada para a recuperação de solos fracos, por isso, no Brasil, está sendo muito usada para a recuperação de cerrados.

Os grãos da soja são utilizados para muitos fins, porém, a maior importância da soja se prende aos grandes volumes de farelo que proporciona para as rações animais e de óleo para a alimentação humana.

Botânica

A soja é uma planta dicotiledônea, da família Papilionoideae, gênero Glycine. A éspecie cultivada é a G. max (L) Merr.

Descrição da planta: A soja é uma planta que varia de 60cm a 1,5m de altura, herbácea, anual, ereta, pubescente, de pelos brancos, pardo-queimada e tostados. O seu sistema radicular consta de uma raiz principal pivotante, com ramificações ricas em nódulos de bactérias fixadoras de nitrogênio atmosférico. As folhas são alternadas, de pecíolos longos e composta de três folíolos grandes,   geralmente ovais. As flores são axilares ou terminais, do tipo papilionada, brancas, amarelas ou violáceas, segundo a variedade. Os frutos, do tipo vagem, são achatados, curtos, de cor cinzenta, amarelo-palha ou preta, e encerram de duas a cinco sementes. Estas são, geralmente, elípticas e achatadas, de cor amarela, verde ou preta nas variedades cultivadas.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados